Pela primeira partida da grande final da Copa Sul-Americana, o Flamengo foi até o estádio Libertadores da América, na Argentina, para enfrentar o Independiente, sete vezes campeão da Libertadores e uma vez da competição disputada, em 2010.

O Independiente venceu por 2 a 1. Os gols foram de Réver para os visitantes. Gigliotti empatou e Meza virou para os argentinos. Antes do apito inicial, a festa da torcida da casa foi linda e fenomenal com fogos de artifícios e gritos.

No primeiro tempo, o time brasileiro foi para cima até que, aos 8 minutos, fez um lindo gol de bola parada que Paquetá cobra na cabeça de Réver abrir o placar em Avellaneda, na grande Buenos Aires. Após o gol, o Flamengo parece que saiu de campo e quem jogou bola foram os donos da casa.

Réver comemora após abrir o placar para o Flamengo (Gilvan de Souza/Flamengo)

Com muita movimentação, toques de bola rápidos e taticamente superior, o Independiente atacou pela ponta direita com Sanchez Miño, jogador rápido de 27 anos que já passou pelo futebol brasileiro atuando pelo Cruzeiro, discretamente, com 19 jogos e somente um gol marcado.

Depois de um contra-ataque fulminantes, o atacante Gigliotti empata a partida. E, até o final da primeira etapa, só deu o clube argentino que investiu nos contra-ataques na e nas sobras de bola no campo ofensivo. E a história não mudou no segundo tempo. Meza, meia de 25 anos, virou o jogo para os argentinos aos 7 minutos com um golaço, entrando na área livre depois de passe de Barco.

Depois da entrada de Vinicius Júnior e Everton, o Flamengo ficou mais veloz  deu um pouco mais de velocidade ao Flamengo. Em jogada individual, Everton sofre falta na entrada da área. Perigo para os donos da casa. Amorebieta, autor da falta, toma amarelo. Cuéllar cobra e o goleiro Campaña defende fácil. E, após tentativa de Juan e alguns ataques dos dois lados, o juiz apita o final do jogo.

No Maracanã lotado, com todos os ingressos vendidos para os sócios-torcedores do clube carioca, o jogo de volta será na próxima quarta-feira. O Flamengo precisará vencer o jogo de volta em casa para levantar a taça da Copa Sul-Americana 2017. Se vencer por 1 a 0, o jogo vai para a prorrogação. Lembrando que na final não existe a vantagem do gol fora de casa.