As expectativas pelo confronto entre Flamengo e São Paulo, na primeira rodada pós Copa do Mundo, eram altas. E o jogo correspondeu ao que era esperado. De um lado, os cariocas líderes do campeonato. Do outro, o São Paulo tentando encostar na posição.

O primeiro tempo foi melhor para os donos da casa, que tiveram 67% da posse de bola e chutaram 11 vezes ao gol. O São Paulo teve suas boas chances em lances de contra-ataque e terminou com oito tentativas. Mas ambos voltaram para o vestiário sem balançar as redes.

Foto: Alexandre Durão/Globoesporte.com

De volta ao segundo tempo, o São Paulo precisou de apenas dois minutos para abrir o placar. Do estreante Rojas para Everton mergulhar e marcar o gol, ou seja, teve a famosa “lei do ex”. O Flamengo tentou com Guerrero, com Marlos Moreno, com Paquetá. E nada.

Já com um a menos por conta da expulsão de Araruna, o São Paulo parecia caminhar para um fim dramático. Jogadores caindo ao chão por câimbra e precisando aguentar mais seis minutos de acréscimo – que acabaram virando sete. Aos 52 minutos, o juiz apitou o fim da partida.

Foto: Alexandre Durão/GloboEsporte.com

Próxima rodada 

O resultado ainda mantém os cariocas na primeira posição, com 27 pontos. O São Paulo vem em segundo, apenas um ponto atrás (26). A vitória do Grêmio contra o Atlético-MG deixa os paulistas respirando aliviados na posição. Na próxima rodada, os dois times têm clássicos pela frente. O Flamengo enfrenta o Botafogo e o São Paulo, o Corinthians.

Desfalques

O São Paulo entrou em campo com oito jogadores pendurados e perdeu, por enquanto, pelo menos dois deles para o jogo de sábado. Everton, o autor do gol, e Sidão, levaram o terceiro amarelo e estão fora do Majestoso no sábado.  Outros jogadores, por lesão, ainda são dúvidas.